A Impossível Palavra

October 24, 2012

https://i1.wp.com/1.bp.blogspot.com/-Mby6N9p3daM/T6F-mNWCfiI/AAAAAAAAAjo/iImiOz5RuXY/s1600/caminhos-cruzados1.jpg

No caminho que levará à submundos adversos,
onde as forças da natureza costuram botas invencíveis,
onde nossos pés costumavam fincar lugar nas profundezas,
um medo delirante encobre com um manto as certezas,
um gemido batiza longe da li as fracas percepções,
carros e passos frequentam embarcações flutuantes de gelo,
reagindo o olhar para dentro de um cubiculo,
onde pequenas gotas de toques, rendem, ensolaradas visões dos segundos.
Tudo isso na visao interna de mim mesmo,
onde a múltipla realidade age como um feixeque logo transforma-se num nevoeiro
no qual apalpo a face embranquecida.
Num instante quando a febre se dissipa nas redondezas
é quando o ser reage aos ventos que sopram trazendo caminhos.
É impossível para o ser, ser apenas uma palavra.

Júlio Siqueira/ Do Livro “Enter-ferência”